segunda-feira, fevereiro 06, 2006

sermos

"...nem sempre as acções completam as palavras ou vice-versa... por vezes, ficam-se por si mesmas e são suficientes; outras vezes, não... por vezes, pensamos ter dito tudo o que havia para dizer mas depois agimos de outra forma e lembramo-nos que ficou algo por fazer ou até mesmo somente por dizer... e, nessas alturas, perguntamos a nós mesmos onde falhámos ou por que razão falhámos e surge a culpa, o sentimento de culpa por termos falhado, por não termos dito ou por não termos estado... acontece na vida, a todo o momento, sem darmos por isso; atarefados que estamos com nós mesmos, esquecemo-nos que podemos, sem querer, ferir os outros... então, ferimos os outros não por voluntariedade mas sim por leviandade... e, muitas vezes, quase sempre, bastava estarmos atentos... esquecemo-nos de olhar, de ouvir, de sentir e só nos preocupamos com o nosso ser e estar... é preciso, pois, vivenciar em comunhão e estarmos atentos a tudo o que nos rodeia; agir dando uma mão ou uma palavra; agir escutando e dando um sorriso; dizer o que queremos e dizer o que temos para dar... ser e estar em conjunto com nós mesmos e com todos num só ser e estar...e para isso só há uma forma para lá chegarmos: amar..."

10 comentários:

Mitsou disse...

Concordo em absoluto. Bom seria que todos nos lembrássemos disso no corre-corre do quotidiano e no "egoísmo" de que falas.

Beijinho doce e uma óptima semana.

maat disse...

belos pensamentos.

gostei.

***maat

BlueShell disse...

por vezes exigimos demais de nós mesmos.

Beijo terno,
BShell

LM disse...

Às vezes não basta,Joaquim!
Beijinho.

andorinha disse...

Concordo totalmente, Quim.
Beijinhos e uma boa semana.:)

Isabel Magalhães disse...

Muito bom dia!

Só posso concordar! :)

bj.

Anna^ disse...

Assino onde?

bjokas e continuação de uma boa semana ":o)

Musician disse...

Eu adorei, simplesmente!
Obrigado por partilhares!
Beijinho*

gaivotadaria disse...

Quando acho que feri alguém costumo pedir desculpa, mas também ferimos sem ter consciência disso porque a intenção da palavra ou da atitude pode nao nos parecer mal mas parece à pessoa a quem é a mesma é dirigida...a sensibilidade é diferente, talvez venha de tras, quem sabe, porque começamos tao pequeninos a aprender ou desaprender ... Acho que quando uma pessoa começa a conseguir deixar o seu orgulho de lado e pedir desculpa começou também a ter um pouco de maturidade.
Não resisti a comentar neste Blogue, venho atras da Anita(musician)por gostar do que aqui se fala,da paz, boa vontade e simpatia que daqui irradia.

LLUAR disse...

PALAVRAS PALAVRAS PALAVRAS,SO PALAVRAS.....
ACHO ATE BIZARRO FALARES EM EGOISMO...DESCULPA,MAS NAO RESISTI..MESMO ASSIM,UM ABRACO