quinta-feira, novembro 16, 2006

16

7 comentários:

doce rosa doce disse...

Obrigada. São lindas!

Um beijo por cada uma. Dos nossos.

Anónimo disse...

Obrigada.
Um beijo porque és muito giro!

PAH, nã sei! disse...

lOBICES,
passe lá no cantinho... vai ver a "nossa terra" ;))))

innername disse...

falta 1 dia, 13 horas, 55 min, 49 segundos...isso não é calendário relógio, parece mais uma bomba relógio. As rosas são lindas, tu tb. beijo da Nina

alecerosana disse...

Esta foi a rosa que abusivamente colhi e coloquei no meu blog, multiplicou-se! Felicidades para si, gostei de saber que escreveu um livro. Um livro é como um filho...

maqira disse...

Como podia passar este roseiral aos quadradinhos sem dizer que amei a ideia...

Aliás, parece que também amei o blog. Belíssimas fotos e uma bela escrita. Adoro escrever e adoro rosas, por isso, vou voltar para o esmiuçar cuidadosamente. Parabéns

maqira

Anónimo disse...

Pena ter chegado no fim, porque só agora também, soube da sua existência.

Não aprofundei, mas do que li e vi,dou-lhe os parabéns.

Penso que o poema no qual deixei um comentário para si no windows, se refere a este perfume que emana desta 1ª página...ou será que a intuição me falha?
Se assim for,quero informá-lo que as almas gémeas não se perdem, não se afastam, não se separam...ao contrário, elas permanecem connosco até que um "parta".No meu caso foi um familiar: o meu pai.
O AMOR é tal, que sempre nos sentiremos próximos. Ver, sentir... digo ver, porque me aparece em sonhos e sinto porque o cheiro do after shave me toca e a suavidade da sua presença me transporta á serenidade. Como pode então alguém ser "gémea" e quebrar esse laço indestrutível e incomensurável? Não podia!

Quanto ao que refere sobre a pomba que evidencia, vou mandar-lhe algo que talvez goste mais.

Um abraço cheio de estrelas

Maria