terça-feira, outubro 18, 2005

acima


...de mim... da terra... do chão... a paz... a bio-comunhão...

10 comentários:

Milocas disse...

beleza singela, simples e aapixonante. que leveza de post :) um beijinho *

Pólux disse...

Belo hino à Mãe Natura, portentoso jardim por vezes tão maltratado pelo homem.

Abraço.

badger disse...

Um post bastante «light».... mas que diz bastante!!! Muito mesmo...

Anónimo disse...

Adoro esta luz filtada,temos em comum este gosto!
Um sorriso,um xi coração cheinho de ternura
lua

doidona disse...

Não é um pinheiro mas o que interessa é a mensagem...

"Evadir-me, esquecer-me, regressar
À frescura das coisas vegetais,
Ao verde flutuante dos pinhais
Percorridos de seivas virginais
E ao grande vento límpido do mar."

(Sophia de Mello Breyner)

Beijo.

sonia disse...

muito bonita a foto.
beijinhos

lena disse...

gostei da foto, bela harmonia entre as palavras e a imagens
beijos
lena

aczamel disse...

É tudo muito lindo!

wind disse...

Que paz:)bjs

girassol disse...

Filtrada, assim, a paz, no sossego que é preciso construir para "crescermos" todos os dias...