quarta-feira, outubro 05, 2005

merecimento


"...Ama-se mesmo quem não nos ama e nos quer deixar... É na paciência, na persistência que se mede o amor... Amar é escolher amar... Depende de quem ama e não de quem é amado... Depende do esforço e disponibilidade de quem ama... Ninguém merece ser amado, porque ninguém pode deixar de merecer ser amado..."

14 comentários:

Cristina disse...

não depende só de quem ama... se os receptores não estiverem lá..nada a fazer:)

beijinho

doidona disse...

Tens mesmo a certeza dessa última frase/afirmação?
Eu tenho dúvidas...e muitas!

Beijinho e bom feriado :)*

sonhos sonhados disse...

Lobices

mais um pensamento bonito
e
uma bela imagem!

jinhux létinha.

Anónimo disse...

...Amar o seu jeito...
...Amar o seu peito...
...Amar o seu olhar...
...Amar a sua forma de amar...
...Amar a sua cor...
...Amar o seu sabor...
...Amar o seu rosto...
...Amar o seu gosto...
...Amar a sua alegria...
...Amar a sua magia...
...Amar a sua totalidade...
...Amar a sua sinceridade...
...Amar o seu temor...
...Amar o seu jeito de fazer amor...

reverse disse...

Um beijo, uma flor e um sorriso!
:-)

Poesia Portuguesa disse...

"...Ama-se mesmo quem não nos ama e nos quer deixar..."

Pois é... sei disso muito bem!!

Um abraço terno e bom feriado ;)

sonhos sonhados disse...

Amigos

a beleza e a simplicidade
das palavras,
do “jogo”...
deram origem...
a mensagens muito interessantes e belas.

a Maria,
a Dulce,
a Reverse,
a Carmem
e
a Wind
(que já terminaram as suao “obras”)
deviam ser premiadas,
não só pela participação
como...
pela clareza,
beleza,
harmonia,
ritmo,
e rico conteúdo que imprimiram
às suas mensagens.

para todas estas meninas...
”aquele” abraço...

amigos visitem estes blogues
por favor
QUE LINGUAGEM TEM O TEMPO QUE NÃO MORRE?
da Maria,
Além de Mim
da Dulce,
A outra face
da Reverse,
Eu Sei Que Vou Te Amar
da Carmem,
WebClub
da Wind,
..............e vejam se vos engano!

jinhux da létinha.

A.na disse...

Amar quem nos faz chorar...
"A paixão é voraz,o silencio alimenta-se fixamente de mel envenenado...
A doçura mata...
Tu és
o nó de sangue que me sufoca."
(Herberto Helder)

vero disse...

Um beijinho para si...*
Hoje ainda não consegui aceder ao meu blog, provavelmente algum problema técnico, por isso estou a "visitar" os k me consigo recordar...pois não tenho o endereço a não ser nos meus links! Beijinhos*

TMara disse...

certeiro n aparente contradição. E omerecimento não nos compete avaliar, talvez por isso se ame,malgré tout...Bjs e,)

Menina_marota disse...

Vim deixar uma beijoca e desejar-te bom fim de semana :)

Leonilde Brito disse...

Não Quim, não se pode viver a vida a amar o outro sem se ser amado. Mais não seja amar-se a si mesmo primeiro.

Para amar o outro tem de se aprender a amar primeiro a si mesmo e o amor é uma forma de comunicar e de partilhar sentimentos.

Para amar e partilhar tem de haver reciprocidade.
Podes é dizer que nunca sabes a medida (peso. quantidade e qualidade) em que és amado, pois só tu sabes a medida dos teus sentimentos já que és tu quem os experimenta dentro de ti próprio.

Mas todos merecem ser amados, caso contrário o amor que se dá sem nada receber em troca não é um amor feliz. É apenas dor e sofrimento e o amor deve ser antes de tudo alegria e harmonia.

Amor platónico é típico dos que vivem no mundo dos sonhos, nas fantasias, nas expectativas que criamos de algo perfeito e quase intangível.

Amar é efectivamente o caminho, mas amar primeiro o eu.
Não de forma egoísta, não da forma "os outros que se lixem", mas amar-se, acarinhar-se, estimar-se e respeitar-se como ser individual que se é, numa ilha de sentimentos e emoções que todos temos dentro de nós e que devemos EXIGIR ao outro que respeite e não ridicularize porque dentro de cada coração existem marcas que nunca se vão apagar nos percursos que fazemos em nós e nos caminhos que cruzamos com os outros.

Como dizia Sócrates "conhece-te a ti mesmo" eu digo "ama-te a ti mesmo" depois amarás os outros e serás amado.

Beijos da tua amiga Leonilde

dreamer disse...

porque... há muitas formas de amar...

Um abraço de amizade

badger disse...

Não sei bem como encontrei este blog, mas vou já linkar para não perder!!!

Tá td mt bem, mas este pensamento é perticularmente bonito!!! Mesmo bonito.... Amar é muitas vezes «tramado», mas não deixa de ser belo!!!