terça-feira, setembro 20, 2005

determinismo


.
"...tentei, com a minha mão quente, dar-lhe um sopro de vida mas ele já estava prisioneiro da morte... fez, assim, a sua última viagem... deve ter sonhado que a morte era uma mão quente a abraçá-lo com amor..."

10 comentários:

Freddy disse...

Morreu aconchegado...
Scorpions? Rica melodia!

Abraço da Zona Franca

Mitsou disse...

E partiu feliz, sabendo que a mão do homem também serve para lhes salvar a vida e não apenas para puxar o gatilho.
Um beijo

dulce disse...

Uma imagem tão bonita, como todas as que publicas.
O texto é triste. Afinal a morte é-o sempre. Como seria bom que todos pudéssemos partir amparados por uma mão quente e amiga.
Bjs.

Anónimo disse...

Ohhhh!
:((
Ruiva Alice

andorinha disse...

Quim,
Faço minhas as palavras da Mitsou.
Um beijinho.:)

girassol disse...

Ah! puder sentir a morte assim, iniciar a grande viagem no aconchego, no calor de todas as mãos amigas que conseguir conquistar em vida!... -Daqui por muito tempo, tomara!... Por enquanto a vida na plenitude de todos os encantos, faz parte dos meus planos. A plenitude dos desencantos também...

Maria do Ceu disse...

Um gesto lindo, rodeado de sentidas palavras. Gostei do gesto e das palavras que o gesto libertou. Cumprimentos.

Cristina disse...

bela maneira de morrer! :)

sonhos sonhados disse...

..por favor vão passando palavra...

O Instituto Português de Oncologia (IPO) está a angariar filmes VHS
para os doentes da unidade de transplantes que estão em isolamento.

«São
>>crianças e
>> >adultos que precisam de um transplante de medula e de estar ocupados
>> >durante o tempo de internamento», explica ao PortugalDiário a
>> >enfermeira responsável pela unidade, Elsa Oliveira.
>> >
>> >A «falta de "stocks"» torna necessária a ajuda da população:
>> >«Precisamos de
>> >filmes para as pessoas mais desfavorecidas que não têm possibilidade
>> >de
>>os
>> >trazer. Algumas crianças trazem os seus próprios filmes e brinquedos
>> >mas depois quando têm alta levam-os», acrescenta a enfermeira.
>> >
>> >O IPO aceita todos os géneros de filmes, mas a preferência vai para
>> >a «comédia». Numa altura menos feliz das suas vidas, «um sorriso vai
>> >fazer bem a quem passa dias inteiros numa cama de hospital». Rir é
>> >sempre um
>>bom
>> >remédio.
>> >As cassetes de vídeo ou DVD's antigos podem ser enviadas para:


Instituto Português de Oncologia de Francisco Gentil Rua Professor
Lima Basto 1093 Lisboa Codex
Telefone: 21 726 67 85

Obrigada e beijux da létinha

paper life disse...

"... e te amo como se ama um passarinho morto"


Manuel Bandeira.

:) bj