quinta-feira, dezembro 30, 2004

natureza


...em finais de ano, a morte marcou presença no oriente (como marca todos os dias em toda a parte do mundo...) duma forma devastadora... que esta "imagem" simples, que de tão simples se torna complexa, assinale tão somente a certeza de que o Homem continua "verde" sentado num "chão" duro que não consegue dominar; porém, que o verde da maçã seja e possa continuar a ser o símbolo da esperança e que a madeira possa simbolizar o espírito que, apesar de todas as vicissitudes, não vergará nunca ao desejo de manter essa mesma esperança no cimo de todos os seus ideais...

8 comentários:

BlueShell disse...

Oh...gostei da metáfora e das palavras que acompanham a imagem....que assim seja!
Tens razão no que dizes no comentário do "All by myself"...Yes you are, my good friend.
Kiss, Bshell

Anónimo disse...

A esperança de que se amaine a ira do Homem, já que a da Natureza é indomável. beijo grande
Cinda

Mitsou disse...

Passo um dia afastada da obra e quando volto tenho uma árvore no jardim! :)* para o dedicado paisagista

Seila disse...

Um Ano de Amor, Quim! **:)

Maria Branco disse...

Quim, venho desejar-te um ano de 2005, muito muito feliz! Tudo de bom pata ti...
Beijos
http://cumplicidadespartilhadas.weblog.com.pt

Sextosentido disse...

Em primeiro lugar, venho dizer-te que me mantive por longos momentos no teu Blog a actualizar-me :)

Aproveito para te agradecer os bons momentos que o teus pensamentos e sentimentos me promoveram.

Os Blogs têem destas coisas... quando damos por nós já nos sentimos familiares nos Blogs que mais visitamos e com os bloguistas que mais nos visita.

Quim, os desejos de um ano de 2005 melhor que o anterior, onde os principais sonhos tenham a hipótese de conhecer a realidade.

E por último agradecer a tua visita ao Sextosentido e o teu POST. Também tiveste no congresso em Paris?

Mariana

tounalua disse...

Um Novo Ano pleno de verde, de seiva viva, de inspirações doces e de muitos desejos concretizados!

R/B Estação disse...

Um Feliz 2005!
Tudo de bom!
Um abraço.