domingo, abril 17, 2005

fusão

"...por muito que sintas que nada faz sentido; por muito que julgues que já nada vale a pena; por muito que penses que tudo é em vão... lembra-te: no mínimo, estás a sentir, a julgar e a pensar. No mínimo estás aí, no teu posto, na tua guarita, na tua torre, no teu próprio altar... qualquer que ele seja, ele é apenas teu e de mais ninguém... olha por ele, olha para ele e funde-te nele; torna-te parte do teu problema, torna-te parte da tua angústia, torna-te parte da tua perda e, com isso, ganha o saber de haveres conquistado essa meta..."

7 comentários:

JB disse...

Gostei muito do pensamento. Devemos estimarmo-nos, para melhor estimar os outros. Um domingo feliz para ti.

circe disse...

Uma tarde de chuvinha fria logo se
compõe quando se entra na tua torre
aconchegante...É um domingo de calor!

Mitsou disse...

Belo texto e óptimo conselho :)*

jotakapa disse...

Há que não perder a esperança... mesmo quando se torna demasiado complicado! Verdade... nem sempre fácil de se viver!

wind disse...

É esse o "caminho":) bjs

Cris disse...

É esta tua serenidade q me fascina!...

Beijinho grande

Anónimo disse...

Pois é lobices, a vida pode muitas vezes ser "madrasta" mas nada como olhar para ela de frente e dizer-lhe que nós somos mais fortes que todos os precalços que ela nos coloca na frente. Há uma frase que eu gosto de me lembrar sempre " faz de cada pedra que te atiram um degrau para subires mais alto"

Um bom dia para ti

Maite