quarta-feira, março 23, 2005

certeza

"...tivesse eu a certeza de tudo e não estaria aqui; tivesse eu essa certeza que a incerteza não nos permite possuir e eu não estaria aqui... possuiria o dom da sabedoria do quando, do como, do onde e também do porquê e ainda do para quê... tivesse eu essa certeza que a incerteza não nos permite obter e eu estaria em ti e não em mim... possuiria o dom do ser e do estar onde me fosse dado querer e estaria no teu olhar; perder-me-ia no teu corpo e deixaria de me querer voltar a encontrar... labirinto fosses e eu palmilharia a eternidade sem me preocupar com a saída; fosse eu apenas uma centelha da tua respiração e tudo no mundo caberia na minha mão; fosse eu apenas o pulsar do teu pensamento e voltaria a ser apenas o vento... o vento sem lamento, o vento que me traria o sabor do aroma do teu corpo a ondular em mim, mesmo que fosse como um tormento, um doce tormento... tivesse eu a certeza de tudo e não estaria aqui... seria como a luz que como a uma borboleta tanto seduz... seria o tudo e o nada na totalidade absoluta do ser, seria isso tudo mesmo que não te pudesse ter..."

10 comentários:

Mitsou disse...

A vida é mais gostosa sem as certezas todas. É na expectativa, no alvoroço da incerteza, que muitas vezes nos sentimos renascer, revigorados pela esperança. :)*

BlueShell disse...

Estou tão cansada de tudo...BShell
Queria adormecer para sempre...

Anónimo disse...

A vida que quotidianamente vamos tendo e nela sendo, permite-nos ou possibilita-nos fazer conjugações entre certezas e incertezas. Umas mais interiores (a nós) e outras mais de carácter exterior, estão sempre presentes. Por outro lado, podemos sempre pensar na momentaneidade de si, naquilo que tal leva a alternâncias de estados. A viragens do avesso. Não é raro acontecer!
Neste teu texto apresentas certezas. Várias. Há uma carga positiva muito grande, mesmo nas incertezas que com elas se envolvem. O resultado final é bom. E e-o porque te afirma como pessoa de bem com sentimentos de grande valor. E e-o porque te coloca com uma grande correcção no relacionamento com um Outro. E e-o porque não deixa de te permitir evoluir, numa importante construção e reconstrução de dinâmicas.

Beijinho,

Sandra
(http://www.void.weblog.com.pt)

Menina_marota disse...

E, quem tem certezas nesta Vida?

Eu, não tenho...

E, creio que ninguém as consegue ter...

Uma Feliz Páscoa para ti e quem te acompanha

Abraço ;-)

Salatia disse...

Me afundo em certezas assim tão incertas...uma boa páscoa, beijos.

Carmem L Vilanova disse...

Quim amigo!
A vida só é bela por que é cheia de incertezas... só com elas podemos aprender e valorizar o que é verdadeiramente bom, bonito e sábio em nossas vidas!
Deixo-te um beijinho de Feliz Páscoa... que possas passá.la bem juntamente a D. Carmen, a teus filhos e a tua linda netinha! :)

Anónimo disse...

... tivéssemos nós a certeza do quando, do como, do onde e do para quê... e toda a magia da vida se desvaneceria como fumo no vento!
... tivésses tu a certeza e não escreverias estas palavras com tanta emoção...
... ainda bem Quim, que nem tu, nem eu, nem ninguém... temos certezas!
Beijos,
Su

Carlos disse...

Fora do contexto, mas não posso deixar de responder à saudação que deixou à nossa cidade: Hurra!!!

La Luna disse...

é a primeira vez k passo por aki e gostei muito de tudo o k li...e as imagens são lindissimas tb!!
parabéns!
tb gosto mt d lobos...
voltarei
beijo e boa pascoa

ninasu disse...

gosto de tudo ...das fotos, da escrita ..até das incertezas