domingo, março 13, 2005

coisas pequenas

Como quase todos sabem, vivo só, há cerca de 2 anos, em casa de minha mãe (que vai a caminho dos 90 anos) tomando conta dela; já antes, de 2003 a 2004 havia tratado de uma tia acamada com 92 anos; fui uma espécie de enfermeiro a 24 horas por dia e não foi nada fácil pois foi logo a seguir a um período grave da minha saúde por cirurgia à próstata... o tempo passa com as lides a que muitos não sabem o que são mas que também outros percebem o que quero dizer... é nos tempos em que não se tem essas lides que venho até aqui, ler, escrever, desabafar, sorrir e por vezes, (porque não?) chorar... não são lágrimas líquidas (que essas teimam em não sair), são mais aquele género de rio que se vai formando na Alma e que um dia, provavelmente, explodirá e uma cascata de qualquer coisa se formará... aprendi, ao longo da vida a "tentar" saber aceitar mas não é fácil... por isso, sorrio com os meus pardais, com o meu Black, com o meu gato, com as minhas rosas, com as palavras, com as palavras dos amigos... os filhos e os netos têm as suas vidas e de quando em vez lá nos encontrámos, ou numa festa de anos, ou num outro evento desse estilo... mas às vezes há pequenas coisas, coisas pequenas, muitas vezes uns breves minutos, que nos dão a razão de existirmos: e, como digo muitas vezes, o abraço é uma dessas pequenas coisas que dão sentido à vida... foi ontem ao fim da tardinha, estava eu aqui, quando de repente a casa é literalmente invadida pelos meus filhos, pelos meus netos e pelo meu genro e nora... não é muita gente, são apenas 7 (um número bonito) mas foram 7 abraços que me encheram de paz e me deram a alegria, por alguns minutos, de saber que, de vez em quando o silêncio deste local fica abalado pela contagiante balbúrdia da malta que é do nosso sangue!...
Quase nada tenho ou possuo porque como digo muitas vezes, não somos "donos" de nada; porém, e na verdade, eles são os "meus" filhos e os "meus" netos... Afinal de contas, sempre sou dono de coisas boas!...

17 comentários:

maria disse...

somos donos, sim, de tanta coisa...eu também estava habituada a ter uma mesa de "tasca" daquelas com bancos corridos (assim fora escolhida por nós) porque eu dizia sempre que "era um chega mais para lá" e cabia sempre mais um ::))
Agora tenho 1 filha na Alemanha, outra a morar só e o filho a estar ... mas pouco e damos com dois patarecos numa mesa quase vazia.
Mas eles por vezes invadem-nos e sei o que sentiste...
É BOOOMMMM!!!!

São Rosas disse...

"as minhas rosas"...
Pois, uma delas sou eu!
eheheheheh

Mitsou disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Mitsou disse...

Pequenas coisas que tanto nos reconfortam. Andamos todos muito precisados de abraços. Felizes os que ainda os recebem. Como tu.
Beijinho e um domingo risonho :)*

Gotinha disse...

Toma lá o oitavo abraço... virtual... mas bem intencionado!!
;-)

Anónimo disse...

Aqui fica o nono abraço... 9 também ele um número bonito!
Concordo quando dizes que não somos "donos" de nada... mas, isso é muito mais verdade quando se refere a coisas materiais; Olha para dentro de TI e vê todas as "riquezas" que habitam no teu interior... olha para a tua vida e repara em tudo o que criado a partir de TI!
Continua a sorrir, a ler, a desabafar e também...a chorar!
Beijos,
Susana

Antonio San disse...

Só ontem descobri o Lobices. Gostei muito. Hoje voltei cá e deparo-me com este "post" que, de alguma maneira, podia ser o meu também. Cá vai o 10º braço e um abraço solidário.

Menina_marota disse...

E aqui vai o 11º.?! Pois é... o nºo 11 também é bonito... e, depois, a música do teu blog, as tuas palavras,,, arrancaram-me uma lagrimita! Hoje estou muito chorona! Não sei porquê... tanta coisa me aconteceu hoje... Já chorei, de manhã no Blog da Blue... Já me confessei, no Confessionário, já suspirei no Ognid, já me partilhei, na Lique... já gradeci tanta emoção, tanta palavra...

E, hoje é domingo, mas um dia igual aos outros... para mim...
Abraço :-)

lique disse...

Todos precisamos de abraços. É uma das melhores terapias. Então aqui fica um com o desejo de uma boa semana.

Seila disse...

vinha dizer da minha pena de te não ter nos comentários...vinha...mas desisti desse egoismo.
Deixo-te um abraço enorme e a oferta do muito que aprendi contigo. Um abraço enorme sempre.

Seila disse...

obrigada, Quim! um beijinho!

grzl disse...

um abraço do tamanho do mundo, de amor e de admiração.

grzl disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
stillforty disse...

Amar é preciso...descobri o teu blog por intermédias fontes da blogosfera.
Gostei do que escreves.
Beijo

auzzent disse...

; ))*

Cris disse...

Eu n te dou só um abraço... dou-te aquele sorriso que tu me ensinaste tantas vezes a manter... e dou-to na forma de uma flor cheia de pétalas brancas. Um beijo, meu amigo grande!

eduardo disse...

Como te entendo, Quim.
Fica o meu abraço. Hoje e sempre.