domingo, junho 05, 2005

aúreo


...apenas porque esta cor de amarelo ouro fica bem sobre o azul...

9 comentários:

Maite disse...

Que bonitas, Lobices :)
Um dia plantei-as, lá no norte, e todos os anos desabrochavam sem nunca as regar. Num ano de remodelações da casa, colocaram um monte de pedras naquele sítio. Nunca mais me lembrei delas, até um dia as ver surgir de entre as pedras. Fiquei estupefacta!

Mitsou disse...

Pegando no comentário da Maite, e tal como as flores, também os sentimentos despertam quando os julgamos já adormecidos para sempre.
Beijinho grande :)*

Maite disse...

Mitsou tem toda a razão. Por isso é que eu penso que hoje em dia as pessoas são muito precipitadas na avaliação de certas situações e acabam por romper relações que, com um pouco mais de paciência até poderiam ter salvação.

wind disse...

São de facto bonitas:) bjs

lazuli disse...

Ia lá dormir sem vir aqui deixar um beijinho? e já agora...

Solidão é um tempo
em que tudo
e nada
existe.
Tudo, quando estás perto
e não te posso tocar.
Nada, se estás longe
e só te posso lembrar...

Anónimo disse...

Que lindas flores ,tenho muitas no meu jardim que quando chega a epoca aparecem sempre.
"Com a carícia apenas ,faço-te brilhar em todo o teu esplendor "


Carlota Joaquina

musalia disse...

as tuas flores lindissimas :)
beijo.

Blue C. disse...

Olá!!! Há que tempos!!! Passo para um beijinho e para dizer que estou feliz pq te vou conhecer (em corpo) no jantar do Fraternidade!!!

Carmem L Vilanova disse...

Também acho... :)
Bjs, querido amigo!