quinta-feira, julho 14, 2005

sentido

"...brincando com o tempo, esse tempo sem tempo nem idade, apenas com uma imensa vontade de viver e sentir que o amor ainda é, na realidade, a única razão de existir!... E... esse outro lado que tanta falta nos faz, esse mesmo, o do amor (o único lado que dá sentido), está à nossa volta, no que nos rodeia...na vida que nos envolve e também um pouco no que está dentro de nós..."

14 comentários:

wind disse...

É isso mesmo:) beijos

lunema disse...

Boa tarde,

Se amar é o caminho (e eu acredito que é), porque continua o caminho da Humanidade tão escuro?

lunema disse...

Acrescento: se considerar-mos o amor a luz!

Anónimo disse...

O tempo!...Como ele nos foge e como ele nos tarda. Beijo grande

piquica :)*

Carmem L Vilanova disse...

Muito bonito este teu texto, amigo!
Deixo-te hoje, um sorriso :) e uma flor! @];-

Sandra disse...

Subscrevo absolutamente o que aqui escreves, Quim. Cada vez mais, ou seja, no avançar de cada dia procuro, para a minha vida, pôr tal ideia (geral) em prática. E acredita que os resultados positivos sentidos são imensos qualquer que seja o palco a que se reportam (ou possam reportar).

Beijinhos :)

P.S- O "Abismo Negro de Sonhos Esquecidos" encerrou, mas podes agora, encontrar-me em http://duas-metades.blogspot.com
Um novo blog que traduz, em absoluto, um outro ciclo da minha vida.

Sulista disse...

estou de volta ;-)

e que linda frase, aquela:
"...todo o fundo do meu mundo..."
fantástica !!

Sulista

Fallen_Angel disse...

olá ja há um tempinho q nao te dizia nada, mas tenho so vindo espreitar o blog :O)
bem hoje como nao tenho nada para fazer resolvi passr, e dizer qq coisinha :O)

Acho que podiamos resumir assim:

"O tempo é a sucessão dos momentos entre o antes e o depois..."
:O)

beijinho

Fallen_Angel disse...

ha eskeci me de dizer, olha vou te linkar la no meu cantinho espero q nao te importes :O)

Su disse...

gostei do "brincando com o tempo, esse tempo sem tempo nem idade...."
merci pelo jinho

Paula e Rui Lima disse...

O Poeta falou na passagem das horas e o escritor partiu em busca do tempo perdido, mas quantas vezes o tempo reencontrado, se transforma na escrita na água.
Um Abraço e Bons Filmes

Raquel V. disse...

"esse tempo, sem tempo nem idade"

O que mais queremos do Amor... que não tenha idade... e exista sempre sem morrer jamais...

Beijinho...

Amada Mi!!! disse...

O amor...sempre o amor...uma das grandes buscas da humanidade. Diria uma outra tbm, paralelo ao amor, a felicidade! Este casamento seria perfeito! Com carinho...

Lia Noronha disse...

Joaquim:o tempo e o amor vivem juntos...na caminhada efêmera da vida!
Uma bela tarde pra você.
Beijos carinhosos.