segunda-feira, maio 23, 2005

claro que há

"...Procuro todas as razões possíveis e imaginárias para que, pelo menos uma, justifique o que acontece. Não encontro. Desesperadamente procuro uma razão até que chego à conclusão de que não é preciso razão. As coisas acontecem pelo simples facto de que têm de acontecer. Busca-se uma vida inteira pela razão que justifique determinado acto e ficámos apáticos quando não a vemos. Mas será que é preciso uma razão? Mas então, se não houver razão para que algo determine um acontecimento, por que se verifica esse facto? Vivemos no caos? O caos não precede ou procede com uma ordem ainda que sem ordem mas com uma necessidade de motivar novo facto? Tenho lutado este tempo todo comigo mesmo no sentido de tentar perceber. Não consigo. E isso me dana. Me dana o facto de não ser capaz, o facto de não conseguir, o facto de assumir a nulidade de tudo o que acontece. Não encontrando razão para o motivo dum fim, que razão determina um princípio? E, por que razão dura um certo espaço-tempo? Ou não há razão para nada? Será que somos apenas marionetas? Será que nem nos afectos somos os gestores dos mesmos? Será que não há razão para amar?..."

16 comentários:

E&E disse...

A propósito de quem procura todas as razões para justificar o que acontece..., diria o engenheiro *:
“A sabedoria é fria e, nessa medida, estúpida (A fé, pelo contrário é uma paixão). Poderia também dizer-se: A sabedoria apenas te oculta a vida. A sabedoria é como a cinza fria e cinzenta que cobre as brasas incandescentes).

* Desculpe lobices por chamar aqui o compadre Wittgenstein, mas ele não se importaria de nos ajudar se nos visse em tamanha aflição.

Lembranças Ester&E

Mitsou disse...

Tem de haver! Há sempre uma razão para tudo. Mesmo que não a vejamos. Ou que não queiramos vê-la. E será o que tiver de ser. Cada vez mais me convenço disso :)**

E&E disse...

Mas a frase anterior acaba assim:

...Não tenhas medo de dizer disparates! Mas deves prestar atenção ao teu comportamento absurdo”

O engenheiro lá sabia... porquê

O Micróbio disse...

Parece-me que queres colocar tudo no campo da racionalização... não te aconselho: acabarás por ficar quadriculado e fechado num esquema lógico que só te sufocará...

wind disse...

Há sempre razões:) bjs

Adryka disse...

Tudo tem um motivo e um porquê...embora n/ seja aquele que mais queremos mas tem, não estamos cá por acaso n/ vivemos por acaso. Um abraço

Guadalupe disse...

Porque teremos sempre que perceber tudo? Porque teimamos em procurar as razões e/ou os factos?
"Se não sabes, porque perguntas?"- disse um conhecido pedagogo..
Porque não apenas..sentir..e caminhar?

Um abraço

Anónimo disse...

O amor é um rio onde as aguas de dois ribeiros se misturam sem se confundir .

Maria da Conceição

andorinha disse...

Não se pode tentar racionalizar tudo, porque teremos sempre que questionar?
Haverá coisas que deveremos apenas sentir...
Beijinho:)

BlueShell disse...

Há coisas que não precisam de razão para SER. Simplesmente são...que isso nos baste!

Jinho, BShell

Pamina disse...

Embora nunca tivesse deixado uma mensagem antes, visito regularmente o seu blog e leio os seus textos no Murcon. Gosto muito das suas fotos porque nos mostram as coisas por outra perspectiva.
Uma curiosidade: descendo de Nogueiras pelo lado materno, a maior parte nascidos em Viseu, mas alguns no Porto.

O seu texto de hoje trouxe-me à ideia o filme "Os sinais" com o Mel Gibson. Não se se viu. A "moral da história" era que nada acontece por acaso, há um desígnio superior e nós temos que interpretar os sinais e decifrar o "puzzle".

Agora queria pedir ao "primo" Quim para fazer uma visitinha ao meu blog sobre música e resolver um Enigma Musical (não é um inquérito).
Até depois. Um abraço da Maria/Pamina

circe disse...

Sim, amigo:
Por vezes somos marionetas;
às vezes conseguimos gerir os afectos;
Mas apesar do défice, há sempre razões para amar...porque a recompensa do Amor é --- o Amor em
si!
Pode parecer-te um lugar-comum, mas que dizer para mostrar-te como
te entendo?

Obrigada por este teu refúgio- é sempre por aqui que passo quando preciso da verdade - não encaixo em
paraísos artificiais...

Um abraço amigo

Anónimo disse...

Love and Life

Is there a reason to love?
I do not know...
Many of us have experienced it...
When you love but it's not returned...
I've experienced it...
And I've discovered...
that even though it's not returned...
It's still beautiful...
and it keeps me warm...
even on the coldest nights...

Life...
there are times that I want to stand on the highest place on earth and shout:I am! Here I am!
Then there are times that I do not want anyone to even know that there ever was a me!
At times like these I want to be as a "hermit"...
It happens to all of us...I guess...
:)

woelfin disse...

Not anonymous, woelfin
:)

Raquel V. disse...

Se as formiguinhas não tivessem outras formiguinhas... deixariam de existir formiguinhas no mundo...

será que n fomos nós q inventámos o amor, para tudo ser mais belo?

Seila disse...

ai! Quim se conversasses um bocadinho com o Inde?!! a sério mesmo!