terça-feira, maio 24, 2005

velvet


...veludo verde com um tom de azul a formar um sorriso...

10 comentários:

Anónimo disse...

Gosto de receber um outro sorriso chegando num outro "azul" :)*

Anónimo disse...

Para evitar confusões, ali em cima sou eu

piquica :)*

Guadalupe disse...

Há diferenças naturais, na beleza de muitas flores, independentemente dos odores e sensações emanados. Todas requerem a nossa atenção e os nossos cuidados. Mais umas
do que outras...Por isso aqui deixo um poema sobre o amor...azul;)*


Levei-o no meu sonho azul
Azul, Azul
Da cor do céu
Levei-o comigo
Sonhou um sonho
Da cor do meu
Deitados no leito da lua
Na frescura, que tremor...

Trocava a vida toda
Pela vida deste amor
Meu Sonho Azul

Levei-o no meu sonho azul
Azul, azul
Da cor do mar
Levei-o comigo
Sonhou um sonho
De apaixonar
Deitados na noite das ilhas
Na frescura, que tremor...

Trocava a vida toda
Pela vida deste amor
Meu Sonho Azul

Letra e música: Pedro Ayres Magalhães
In: Né Ladeiras, "Sonho Azul"

um abraço*

andorinha disse...

Como sabias que gosto de veludo? E de azul?:)))
Beijinho

R/B Estação disse...

É bom sentir assim a Primavera!

wind disse...

:)))) Bjs

guadalupe disse...

"..Amar alguém não é um caminho, nem pode ser a razão da nossa existência. Na maior parte das vezes fazemos do amor um refúgio, um abrandar da nossa caminhada pela vida... podemos caminhar lado a lado seguindo o mesmo trilho, acreditando que sempre será assim, mas tornamo-nos dependentes daquele que caminha ao nosso lado, não o queremos perder de vista... e acabamos perdendo a noção de nós próprios e do nosso próprio caminho. O amor não pode ser uma luz que se reflecte em nós e nos ilumina o caminho, porque se um dia essa luz se apagar sentir-nos-emos completamente perdidos na escuridão sem sabermos para onde ir. A luz tem de ser emanada de dentro, temos de ter luz própria, ser a estrela da nossa vida... aí seremos capazes de sentir a presença de outras estrelas e de com elas caminhar na luz imensa..."

um sorriso:)

O Micróbio disse...

Um sorriso em "blue velvet"... :-)

betania disse...

Fiquei deliciada a contemplar esta
bela imagem. Sabias que adoro flores azuis? Beijinhos

circe disse...

Vou contar-te uma peripécia da minha infância: aos 8 anos estudei e - consegui! - rosas azuis!
Peguei em algumas brancas, mergulhei-as numa solução não alcalina de anilina ( sem saber um chavo de química) e resultou: o espanto e a curiosidade de quem me rodeava nunca a "precoce" versus "sobredotada" 12 anos depois
explicou!...
Partilho contigo esta terna e mágica experiência - só possível com um amigo :)

Já vais entendendo como gosto de ti?